Aparelho Auditivo e Saúde Mental

 Aparelho Auditivo e Saúde Mental

Você já parou para se perguntar qual é a relação entre o uso de aparelho auditivo e a sua saúde mental?

Estudos importantes afirmam que a perda auditiva pode estar relacionada ao desenvolvimento de demência e do mal de Alzheimer. Quanto maior a perda auditiva, maiores são as chances de ocorrer uma desordem cognitiva e o declínio da função cerebral.

Mas atenção: mesmo pessoas com perdas auditivas mais leves, podem sofrer com atrofias mentais.

De acordo com uma pesquisa conduzida por especialistas da Faculdade de Medicina Johns Hopkins, uma referência em saúde nos Estados Unidos, a cada dez decibéis perdidos de audição, os riscos de demência aumentam 27%.

Na maioria das vezes, isso acontece por vários fatores, mas os mais graves são: as pessoas com déficit auditivo tendem a se isolar, diminuem sua interação social, favorecem a estagnação mental, além do fato de as vias auditivas – que levam informações preciosas ao cérebro – vão se atrofiando e se desligando dia a após dia.

A boa notícia é que a adaptação correta de aparelho auditivo pode até atrasar a progressão da demência e do Alzheimer.

O problema é que a maioria das pessoas quando descobre que tem alguma perda auditiva, espera em média sete anos para procurar tratamento.

O aparelho auditivo é muito mais do que retomar sua audição!

Deixar de tratar a perda auditiva, não usar corretamente o aparelho auditivo, pode acarretar uma série de consequências, inclusive atrofias da massa cinzenta e até interferir na expectativa de vida.

Pense nisso.

Dra Thelma Taborda

Fonoaudióloga CRFa 2-11.364

(19) 99622-8598

Raphaela Vitiello

Raphaela Vitiello

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!